Meus Poemas

Acorrentada

19:55


Hoje mais uma vez me vejo aqui,

Desesperada carregando as minhas correntes.

Correntes que já não sei se tenho forças para carregar,

A partida foi sem duvida a dor mais cruel.

Você se foi e me deixou na escuridão que habita seu peito.

Se ao menos você sentia algo verdadeiro por mim

Me liberta dessa dor

Tire essas correntes que machuca tanto,

O meu corpo pede descanso

Tudo está  tão embasado que minha alma já se atrai por uma luz que vejo ao longe.

Luz que penso,que poderá ser minha partida

Lágrimas cessam sobre minha face, a escuridão do seu peito me deixa perturbada.

Sinto que meu coração já começa a parar de bater,pois as batidas estão ficando cada vez mais fraca.
Só tenho apenas alguns minutos,

já começo a adormecer tudo está tão embaraçado

Porque você não me deixa sair ?

Será que é o meu fim ?

Ou apenas o começo?



0 comentários